quinta-feira, 27 de abril de 2017

EDUCAÇÃO CRISTÃ: FAMÍLIA E SOCIEDADE SÃ (IV)

O PAPEL DO HOMEM NA FAMÍLIA:

Como “cabeça” da família, o homem precisa entender seu papel no lar e no processo de paternidade. Precisa ter a coragem e a atitude que teve Josué; deve decidir por conduzir a família no caminho de Deus, cumprindo os outros princípios e responsabilidades, conforme as recomendações das Sagradas Escrituras:

“...Eu e a minha casa serviremos ao SENHOR" (Josué 24:15).

A primeira atitude a tomar, para entrar nos propósitos de Deus, é a obediência à Palavra dEle. Ao obedecer, temos a garantia da própria Palavra, de que seremos abençoados; se não obedece, vive-se por conta própria. E, observando os exemplos que temos na história da Bíblia e da humanidade, podemos prever qual seja o resultado final da desobediência.

Segundo a Bíblia, cabe ao homem liderar e conduzir o seu lar no temor do Senhor. Ele deve ser, debaixo da Graça de Cristo, o provedor do sustento e da proteção de seu lar. O marido não pode, jamais, deixar essa responsabilidade nas costas da esposa. Pois, biblicamente falando, não é atribuição dela.

"pois o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, que é o seu corpo, do qual ele é o Salvador" (Efésios 5:23).

É importante registrar, que a autoridade do homem no lar não deve ser imposta para seus próprios interesses e caprichos. A autoridade do homem como “cabeça” tem por missão ser provedor, cuidador, protetor e, com o auxilio de Cristo, solucionador dos problemas que surgem. Ele deve guiar a esposa e os filhos na busca pelo desenvolvimento físico, mental, social e espiritual.

O papel do homem e da mulher são bem definidos na Bíblia. Nesta reflexão, quero me ater ao papel do homem na família. Na próxima, falarei sobre o papel da mulher.

Ao longo da história, infelizmente, temos visto uma completa inversão de papeis dentro do lar. Devemos, portanto, tomar cuidado com o que o mundo e a mídia nos bombardeiam diariamente. Com essa confusão, chega a ficar difícil para os filhos identificar quem é a autoridade dentro de casa; seja porque a mulher tem assumido um lugar que não é o dela, seja porque o homem tem negligenciado sua missão de ser o “cabeça” da família.

PONTOS A DESTACAR:

1) O homem deve ser sacerdote para a família; deve ser o líder espiritual do lar; deve ensinar, guiar e edificar a família no Senhor:

“Abraão será o pai de uma nação grande e poderosa, e por meio dele todas as nações da terra serão abençoadas. Pois eu o escolhi, para que ordene aos seus filhos e aos seus descendentes que se conservem no caminho do Senhor, fazendo o que é justo e direito, para que o Senhor faça vir a Abraão o que lhe prometeu" (Gênesis 18:18-19 ).

2) O homem também deve ter responsabilidades junto a sua comunidade cristã e ocupar cargos. Contudo, a Bíblia registra algumas recomendações que devem ser aplicadas a todos os homens casados, dentre elas, a de que eles governem o seu lar:

“Ele deve governar bem sua própria família, tendo os filhos sujeitos a ele, com toda a dignidade” (1 Timóteo 3:4).

3) O homem deve trabalhar para prover o sustento da família:

“Com o suor do seu rosto você comerá o seu pão, até que volte à terra, visto que dela foi tirado; porque você é pó, e ao pó voltará" (Gênesis 3:19).

“Esforcem-se para ter uma vida tranquila, cuidar dos seus próprios negócios e trabalhar com as próprias mãos, como nós os instruímos; a fim de que andem decentemente aos olhos dos que são de fora e não dependam de ninguém” (1 Tessalonicenses 4:11-12).

“Mas, se alguém não cuida dos seus, e especialmente dos da sua família, tem negado a fé, e é pior que um incrédulo” (1 Timóteo 5:8).

Além das obrigações como esposo, o homem tem responsabilidades como pai. Deve, também, auxiliar na educação, cuidando da formação dos filhos homens, afirmando os valores de sua masculinidade; orientar sobre sexualidade e relação com o sexo oposto; ensinar habilidades com trabalhos manuais; praticar atividades esportivas, etc.

4) Como pai, devemos assumir nossa responsabilidade em relação à disciplina e correção dos erros e atitudes dos filhos, para que não recaia sobre nós, e sobre eles, nenhum mal. O pai, jamais, pode ser omisso no auxílio à esposa, quanto a educação, disciplina e correção dos filhos.

“Nessa ocasião executarei contra Eli tudo o que falei contra sua família, do começo ao fim. Pois eu lhe disse que julgaria sua família para sempre, por causa do pecado dos seus filhos, do qual ele tinha consciência; seus filhos se fizeram desprezíveis, e ele não os puniu” (1 Samuel 3:12-13).

Continua... 

Meditemos nisso!